Blog

PROMOÇÃO




Shyamala Dassi dá o seu recado

Dicas e reflexões sobre o vegetarianismo


        Muito mais que uma simples dieta, o vegetarianismo vem agregar valor energético ao aumento da consciência espiritual e ao respeito ao meio ambiente. O vegetarianismo estimula uma linha de pensamento que boicota os maus-tratos aos animais e a matança dos mesmos.
A riquíssima culinária lacto-vegetariana tem sua origem na Índia antiga, quando preparar pratos apetitosos e aromáticos era uma maneira de oferecer amor.
O alimento feito por alguém que ama o que faz difere por inteiro daquele feito por uma questão de obrigação. Se preparado em combinações apropriadas, favorece a manutenção harmoniosa dos corpos físico, mental e espiritual.
O ato de cozinhar e de fazer do alimento uma oferenda é uma prática muito eficaz, um ramo evoluidíssimo do yoga, chamado bhakti-yoga. A escolha dos alimentos é fundamental. A combinação e a sequência dos ingredientes, aliadas a uma dose de intuição, podem fazer de você um/a cozinheiro/a habilidoso/a!



              Conversando com Cornelia Enning

Sobre Placenta Humana

LuzAzul - Que mensagem gostaria de enviar as leitoras brasileiras?

Cornelia Enning - Confie em sua sabedoria interior, pois todos têm um relacionamento em particular com sua (dele/dela) placenta. Descubra o seu próprio uso tradicional dos remédios de placenta para distúrbios da mulher, gravidez, infertilidade e distúrbios pós-parto. A tradição brasileira tem bastante experiência com remédios de placenta!

LuzAzul Editora - A placenta tem muitas propriedades curativas citadas por você no livro. Quais os maiores benefícios da placentoterapia?

Cornelia Enning - Os benefícios mais óbvios promovidos pelos remédios de placenta são percebidos nos bebês. Como os hormônios sexuais contidos na placenta que funcionam como hormônios de crescimento na infância, as terapias com glóbulos, pó ou cremes de placenta sempre são exitosas.

LuzAzul Editora - A placenta é reconhecida como um órgão do bebê capaz de cumprir tarefas múltiplas, entre elas, nutrição, oxigenação, eliminação de toxinas e metabolismo. Essas propriedades continuam ativas por quanto tempo após o parto?

Cornelia Enning - Alguns casos relatam períodos de 2 horas a 5 dias de fornecimento recíproco entre o recém-nascido e sua placenta. Minha experiência de 40 anos de parteira registra de 2 a 12 horas de atividade de bombeamento. Talvez a atividade se encerre com um movimento completo de circulação pulmonar.